Impressão – Mr. Print – Gráfica Online

Calculando as dimensões do seu arquivo

Você sabe simular e planejar corretamente as dimensões da sua arte, em pixels, para que o seu tamanho em polegadas ou melhor, centímetros, saia do jeitinho que quis? Tem quem saiba, e tem que não saiba – e está tudo bem, porque se você não sabia fazer essa conversão antes, agora vai saber!

Vamos lá, hora da mágica!

Suponhamos que você tenha criado uma arte em um formato simples, um quadrado, para facilitar o exemplo. Esse arquivo tem uma dimensão de 1500×1500 pixels, e você quer saber qual seria o tamanho ideal que essa arte teria na impressão sem perda de qualidade. Vamos usar como base aqui os 300 DPI de saída para fechamento de arquivo ideal para termos um padrão mínimo de qualidade na clareza da impressão.

Se você ainda está começando no mundo do design e/ou impressão, é importante se familiarizar com a sigla DPI, ou Dots Per Inch, inglês para “pontos por polegada” (PPP em português). Essa medida determina a resolução de uma imagem impressa. Quanto maior a quantidade de pontos por polegada em uma imagem, mais nítida ela será quando passada para o papel, ou no caso, para a lona de um banner.

Vamos começar a magia dos números? Primeiro, você vai pegar a resolução dessa imagem e dividir pela resolução de saída, ou o famoso DPI. No nosso caso, estamos falando de dividir 1500×1500 pixels por 300 DPI. O resultado é 5, e como em DPI falamos de pontos por polegada, vamos multiplicar esse resultado pelo valor de uma polegada em centímetro, que é de 2,54 cm. Temos então um tamanho ideal de 12,7 centímetros, para que essa imagem possa ser impressa sem perda de qualidade em relação ao arquivo digital.

Se essa arte fosse impressa a 150 DPI, teríamos 7,5 polegadas, ou 19,05 cm, e por aí vai. Quanto menor o número de DPIs, maior tende a ficar a imagem, pois os pontos que a compõem serão menos ao todo, e portanto, maiores. Mas atenção: pontos maiores são seus inimigos no design. A resolução e fidelidade vão estar mais longe do planejado no seu computador (onde você provavelmente verá tudo com mais clareza pois o conteúdo está sendo exibido em pixels bem menores do que os DPIs impressos). Isso poderia ser remediado quando o material impresso é posto a uma distância maior de visualização do público, tornando essa imagem mais agradável como um todo, mas não é o ideal.

Para pensar a impressão de um material já em centímetros (unidade de medição de dimensões  que usamos no Brasil), a fórmula é diferente. Vamos supor que você queira que essa imagem tenha 15 cm de tamanho a 300 DPI. O primeiro passo é converter esses 15 cm em polegadas, então 15 ÷ 2,54, o que nos dá 5,905 polegadas. O próximo,é multiplicar essas 5,9 polegadas pelo DPI, no caso, 5,9 x 300. Nesse exemplo, sua arte precisará ter 1.770 pixels por 1.770 pixels (ainda estamos usando o exemplo quadrado). 

Para uma arte de tamanho retangular, o cálculo segue o mesmo, mas você vai fazer ele uma vez para cada lado, na mesma ordem.

E para descobrir o DPI de uma imagem impressa? Suponhamos que um arquivo foi impresso, novamente usando o primeiro exemplo do texto, com 1500 x 1500 pixels em uma imagem com 20 cm de tamanho. É só converter esses 20 cm em polegadas, o que dará 7,87 polegadas. Aí é só multiplicar o número de pixels por essas polegadas, e pronto: essa imagem foi impressa com 118 DPI. 

Legal, né? Na primeira vez, o cérebro pode dar aquela leve fritada, mas com o tempo fica super fácil de saber todas essas continhas sem dificuldades!

 

Curtiu o conteúdo? Compartilhe e deixe salvo para consulta quando precisar!

Interessante, não é? Agora que você sabe mais sobre as possíveis ações que cada cor pode exercer e quais reações podem provocar, pode trabalhar sua paleta com mais propriedade, pensando não apenas no resultado visual e coerência visual, mas também nos resultados que procura atingir em meio ao seu público alvo. 

Se você gostou desse conteúdo, que tal salvar para consulta ou compartilhar com alguém que possa gostar também? : D

Texto por André Schelgshorn


7 erros que você não pode cometer ao imprimir seu material gráfico

Produzindo folhetos novos para sua empresa? Cartões de visita para seus clientes? Na hora de imprimir seu material gráfico, ter uma gráfica online de confiança é fundamental! No entanto, apenas uma boa parceira para impressão não garante qualidade. Alguns problemas no arquivo enviado podem comprometer o resultado final, por melhor que a gráfica seja. Pensando nisso, elaboramos 7 erros que você não pode cometer ao imprimir seu material gráfico. Acompanhe!

 

Erro #1: Exportar em RGB

Arquivos em RGB (Red, Green, Blue) não foram feitos para impressão, mas sim para telas e mídias digitais onde os pixels são a menor unidade digital de imagem. Para impressão de materiais em gráficas online, é necessário que o arquivo esteja em CMYK (Ciano, Magenta, Amarelo e Preto).

Por isso, se o seu objetivo não for divulgar o material online, mas sim imprimí-lo, lembre-se sempre de criá-lo ou convertê-lo na opção CMYK. De vários fatores que podem fazer com que a aparência da cor não saia como a desejada, você com certeza estará eliminando o principal deles.

 

Erro #2: Não diferenciar os cortes

Alguns materiais, como cartão de visitas, flyers e folhetos podem ter cortes especiais para se tornar mais atrativos ao público que os receberá. Para que a gráfica online entenda o formato do corte que você optou, é importante que você desenhe a faca especial em cor Pantone, e mantenha o restante do arquivo em CMYK (conforme vimos acima).

 

Erro #3: Utilizar imagens em baixa definição

Elementos que vão para impressão precisam ser salvos em 300 dpi para garantir a qualidade da imagem. Arquivos salvos abaixo disso, mesmo que apresentem boa qualidade na tela do seu computador, sairão pixelados no momento da impressão.

 

Erro #4: Não utilizar sangrias

Você sabia que após a impressão, um folheto passa por um processo chamada refile? O refile nada mais é do que um corte nas laterais para limpar possíveis rebarbas. Mas, por mais preciso que o refile seja, ele pode sofrer alterações de até 3mm, e é aí que a sangria entra em ação. A sangrias irá demarcar exatamente onde deve ser feito o refile, alongando alguns milímetros o seu material para que ele não fique com margens brancas.

 

Erro #5: Não especificar o tipo de enobrecimento

Alguns tipos de enobrecimento, como hot stamping (efeito metalizado no material), verniz local (efeito brilhante apenas em alguns pontos) e relevo (área sobreposta ao impresso), precisam ser demarcados no material para que a gráfica online aplique no local certo.

 

Erro #6: Não converter textos em contornos ou curvas

As gráficas online não possuem todas as fontes existentes no mundo instaladas no computador. Por isso, antes de enviar seu arquivo, converta todos os textos em contornos (Illustrator) ou curvas (Corel Draw). Isso fará com que os textos se tornem uma ilustração, que poderão ser facilmente lidas e impressas pelo computador da gráfica online.

 

Erro #7: Desenvolver o material gráfico no Word

O formato final para impressão de qualquer material gráfico é o PDF/x1-a. Só ele garantirá qualidade e fidelidade do impresso em relação ao que foi criado digitalmente. Por isso, seja cartões de visitas, folhetos, banners ou catálogos, deixe de lado programas como Word e utilize softwares especializados de criação, como Corel Draw, Adobe Illustrator, Photoshop ou InDesign.

Evitando esses erros e seguindo nossas instruções, seus materiais terão mais garantia de um resultado como aquele que você imaginou quando viu a arte pelo monitor. E se você estiver precisando de uma gráfica online para ser parceira do seu negócio, conheça nossos serviços e entre em contato!

Mister Print adquire Impressora Digital HP Indigo 7900

Com recursos exclusivos, essa impressora possui alimentação por folha de alto desempenho, o que fez com que se tornasse líder de mercado.

Com uma versatilidade inigualável e uma qualidade inatingível na impressão, a impressora digital HP Indigo 7900 é ideal para impressão de materiais gráficos impressionantes.

Neste artigo, vamos te mostrar os principais diferenciais deste equipamento e o melhor, como você irá se beneficiar com essa nova aquisição da Mister Print. Acompanhe!


Cores e qualidade na impressão

A Mister Print garante aos clientes a melhor impressão do mercado, por isso investe em equipamentos que oferecem a mais alta qualidade em nitidez e cores. Usando dezenas de inovações de software e hardware, a impressora digital HP Indigo 7900 oferece impressões mais nítidas e uniformes, com uma ampla gama de cores digitais e de tintas de efeito.

Além disso, a impressora também oferece recursos exclusivos de mistura de cores e impressão de texturas em alto relevo, impulsionando ainda mais a criatividade e a exclusividade nos materiais de cada cliente.


Versatilidade nas aplicações

Com uma preparação extremamente rápida e uma tecnologia de ponta, essa impressora permite atender aos mais variados requisitos dos clientes, imprimindo nas mais diversas superfícies, que vão desde diferentes tipos de papel, até telas, sintéticos, lenticulares e mídia metalizada.


Alta produtividade

Nossa mais nova impressora imprime cores em até 160 ppm para mais de 5 milhões de páginas em cores por mês. Esse sistema de impressão em escala, com automatização e precisão faz com que a Mister Print economize tempo e dinheiro, que serão repassados para os clientes!


Em prol da sustentabilidade

Nós da Mister Print respeitamos o meio ambiente, por isso escolhemos a impressora digital HP Indigo 7900. Ela é fabricada com neutralidade em carbono e oferece desperdício reduzido da produção, com um programa inédito de devolução e eficiência no uso de energia. Esse sistema rendeu a ela o símbolo Green Leaf Mark da Intertek.

Ao escolher uma gráfica online, tenha em mente que a Mister Print está sempre inovando, Nós apostamos em impressoras de primeira linha para dar vida aos seus materiais gráficos, ressaltando cada detalhe do seu negócio. Conheça mais sobre os nossos serviços e acompanhe nossas novidades aqui no blog!

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nosso site, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa política de privacidade.